5 lições que eu gostaria de ensinar pra Helen de 18 anos

24 abr, 2019


@sublinhando

Possivelmente o post mais íntimo que vcs lerão sobre mim aqui hahaha pelo menos até agora. Talvez seja algo como uma carta pra que eu mesma relembre coisas importantes que aprendi e não me esqueça de colocar em prática.

1- Não deixe que o medo te domine

Parece bobo? Talvez pra algumas pessoas sim, mas se eu não tivesse tido tanto medo de falhar, decepcionar (os outros e eu mesma), recalcular rotas, dentre milhões de dúvidas que assombram a vida de um adolescente/jovem adulto, eu não tivesse lidando hoje com crises de ansiedade e pânico… Como eu não sou uma pessoa que gosta de ficar lamentando, esse não é o ponto nesse tópico, é mais algo como: Cuidado com os medos e preocupações, eles adoecem e as coisas acontecem como tem que acontecer, faça seu melhor e ponto.


@sublinhando

2- Sempre faça seu melhor

Eu seeeei, as vezes dá vontade de botar fogo em tudo e falar problema de quem ficar, eu tô indo kkkkkk confesso que as vezes isso é algo saudável de se fazer… Porém, o que eu quero dizer é: independente do resultado, faça seu melhor. Sua consciência vai estar tranquila de que vc fez tudo o que pôde e é certo q vc vai ter aprendido um monte!

3- JAMAIS deixe que maltratem vc

Eu espero que pra uma maioria q esteja lendo isso, essa seja uma lição ridícula, porém, pra mim não era hahaha Eu que sempre fui muito tímida, fui deixando que algumas pessoas falassem de maneira bem rude comigo, ou mal educadas, ou que gritassem e falassem um monte de coisas ruins pra mim sem qualquer necessidade. O que eu posso dizer nessa lição é: Ninguém tem esse direito. Se respeite, se ame e tenha atitude pra se defender.

4- Selecione melhor as suas amizades

Meus pais sempre me disseram isso? Sim kkkkk Eu ouvia, achava que estava selecionando bem e na verdade eu até estava, mas sabe aquela peneira de buraquinhos grandes? kkkkkk Era eu! Temos que ter uma peneira de buraquinhos menores, pra deixar passar só o que realmente importa, pq se a gente não fizer isso… Lá na frente o problema é certo. Já diriam meus pais: Não é todo mundo que se diz seu amigo que realmente é.

5- Tenha amor próprio

Pra muitos também não é novidade, porém ter o danado do amor próprio que é difícil. Helen, mas como construir? Olha… Eu comecei sendo mais gentil comigo, entendendo que estava fazendo o meu melhor enquanto ser humano, vendo que cada um tem defeitos e que somos únicos (clichê? sim, porém funciona, vai por mim). Cada um de nós é um universo em defeitos, qualidades, características, então pq eu vou diminuir quem eu sou se todos temos limitações?

Outro passo importante foi: aceitar o que eu não posso mudar e mudar o que eu posso. Isso eu usei pro meu corpo, tipo: eu tenho 1,55 de altura, posso mudar isso? Não e na verdade não me atrapalha em nada, então tá e com o tempo de eu tanto negligenciar apelidinhos e tudo mais, hoje eu amo minha altura kkkkk Outra coisa: existe uma moda do silicone, que ok pra quem coloca e ama, pode ser que algum dia eu volte a querer colocar. O ponto é que eu percebi que essa vontadezinha que tinha dentro de mim não era de fato minha e sim de uma aprovação da sociedade, pq pra mim, meu peito do tamanho q tá (e ele é pequeno) tá ótimo.

É aquela coisa do corpo que é considerado perfeito de um jeito x ou y a depender da época vivida. Cara, de verdade? Você tem um corpo e seja como ele for, ele é perfeito.

veja também esses relacionados

Deixe seu comentário

Ir ao topo
2019 © Jujuba Doce Todos os direitos reservados Desenvolvido com por