Posts arquivados em: Tag: buenos aires

Viaje pelo Mundo: Buenos Aires (parte 2 – Lugares)

19 mar, 2019

É Brasil, tá sendo nada fácil voltar kkkkk tô nostálgica, cada “k” uma lágrima kkkkk de alegria de ter vivido esses dias na Argentina… Então, o post passado (clique aqui pra conferir) falou sobre comidas e lugares pra comer em Buenos Aires, porém hoje eu quero falar sobre lugares pra visitar e características da cidade.

Bom, antes de mais nada: tem lugares que são os básicos e clichês de Buenos Aires tipo o Obelisco, que sim, é lindo, porém eu vou falar de lugares que eu realmente amei e quando eu voltar a Buenos Aires, vou de novo. Afinal de contas, posts com lugares clichês e óbvios tem vários, agora, posts dizendo que o lugar é incrível e q a pessoa voltaria… Nem tantos.

Compras

Sinto decepcionar, mas Buenos Aires não é um polo de compras com outlet’s que realmente valem a pena. Tem um que é bonitinho, dentro da cidade que se vc quiser ir dar uma volta, e tiver tempo, pode ser um passeio legal, é o Districto Arcos, ele tem um Maldini (um bar legal de Buenos Aires), alguns lugares pra comer como o Freddo… Fora ele tem umas ruas com lojas outlet, mas de verdade? Nada que eu tenha visto que valha a pena comprar pra encher a sua mala.

Palermo Soho

Uma gracinha de lugar pra se passear, é cheio de barzinhos fofos, alguns bares de rooftop (que eu acho a coisa mais linda), tem uma Panera Rosa, vale ir pra dar uma voltinha, é bem lindinho.

El Ateneu

Confesso que eu ia pular esse lugar quando tava lá, mas aí acabei indo e não me arrependi. É um teatro que se tornou livraria, mas ainda tem toda aquela pintura no teto, no palco tem um café… É lindo, enorme, estar escrevendo isso me faz lembrar do lugar e procurar palavras pra descrever sem conseguir achar hahaha.

A luz ficou péssima eu sei, mas mano, é o Ateneu <3 @leao.helen

Malba

Sabe o “Abaporu”? Aquele quadro da Tarsila do Amaral que vc viu milhões de vezes na escola?! Então, vc acha que ele tá no Brasil? Nana nina não, ele mora no Malba, e eles não vendem pra gente. Oh como a vida é louca, um dos quadros mais icônicos da arte brasileira não pertence ao Brasil.

Bom, o Malba é um Museu Latino Americano, não sou muito uma pessoa de museus, porém adorei, pq vc não fica milênios lá, ele dá pra ser feito em 2 horas tranquilamente, apreciando tudo. Eee a parte da arte latino americana é linda de verdade. Pra entrar paga-se uma tarifa pequena, então confere antes de ir, pq não é de graça não.

Centro Cultural Recoleta

Oh a primeira notícia boa: é de graça! Um lugar interativo, lindo, criativo, dá várias fotos legais, pena eu não ter conseguido voltar lá pra passar mais tempo. Super bem localizado já que é do lado do cemitério da Recoleta (onde tá a Evita).

Entre todos os lugares que eu fui em Buenos Aires essa foi a localização que eu mais amei, é o meu lugar na cidade. Não especificamente o Centro Cultural, mas na frente dele tem uma praça linda onde as pessoas vão correr, sentam, tomam seu mate, tem vários bares legais (o Camping, Maldini e Aribau), tem uns bares rooftop também, Heisenburguer, a Panera Rosa, HardRock… Sofro de saudade só de pensar.

Essa é uma igrejinha entre o Cemitério e o Centro Cultural
Meu parque preferido da vida

Caminito

É extremamente turístico (dá pra visitar rapidinho), mas eu voltei apaixonada. É um lugar super colorido, histórico, tombado, é alegre, tem várias pinturas sendo vendidas (deixo aqui meu arrependimento de não ter comprado uma), não é todo mundo que gosta, mas eu achei lindo e super voltaria.

Floralis Generica

Fica pertinho do cemitério da Recoleta, então no dia q vc for ver o cemitério dá pra ir na Floralis. É uma escultura de metal muito grande e se vc for durante a semana vai ser mais tranquilo, vai conseguir tirar fotos sem ninguém ao fundo. Assim como todo o gramado em Buenos Aires vc consegue levar uma toalha e sentar pra contemplar o momento.

Rosedal

Tenho dois lugares preferidos em Buenos Aires, a praça em frente ao cemitério da Recoleta (como eu disse ali em cima) e o Rosedal. De verdade, que lugares incríveis, lindos, com uma energia e beleza que sei lá, pra mim bateu na alma. É difícil descrever algo quando as suas memórias dizem muito mais, o que eu posso dizer aqui é: vá! Depois me diz se eu tava ou não certa.

Informações adicionais de Buenos Aires (não disse importantes, disse adicionais kkkkk):

-O transporte público é muito bom, rápido e o melhor: barato. Eu vivi de metrô um mês e fui pra tudo que é lado, claro, o ônibus muitas vezes vai te deixar mais na porta, mas eu prefiro o metrô e depois ando o q precisar.

-Pra quem quer alugar carro pra dirigir: boa sorte kkkk eu amo dirigir, mas achei que eles dirigem mal e buzinam muito, o que me estressa 😬

-Se agarre ao Google Maps e vai, durante todo esse mês eu andei pra cima e pra baixo com o celular na mão, não fui assaltada (e eu não sou a única q vive assim lá, pq é seguro) e me perdia e encontrava com o Maps.

-Eu ia citar a Casa Rosada ali em cima, mas eu não consegui fazer o tour por ela. Siiiiim, nem todo mundo sabe, mas é possível ver a Casa Rosada por dentro, só que vc precisa agendar pelo site. Eu sugiro, pra q vc não perca essa oportunidade como eu perdi, que vc faça isso com pelo menos 15 dias de antecedência.

-A cidade tem lindos grafites, então se vc ama essa arte como eu, fique atenta.

-Uma coisa que eu fiquei doida: há um monte de lojas com coisinhas fofas desde decoração até acessórios, eu to falando da Toda Moda, Isadora, Morph, entre muiiiitas outras… Sério, em todas eu comprei algo e deixei coisas que gostaria de trazer mas minha mala não deixava kkkkkkk

-Uma coisa que me impressionou muito na Argentina em geral foi a arquitetura, a maioria dos prédios tem uma cara antiga, os prédios das faculdades então, parecem templos gregos. E todos os prédios residenciais tem varandas, mesmo aqueles que são quitinetes tem varandinhas legais.

-Como eu fui no alto verão a cidade tá bem quente, mesmo! Então ar condicionado é o que há e de primeira eu não entendia o que acontecia quando eu andava e sentia pingos em mim. Não, não é chuva; não, não são pássaros kkkkk é o ar condiconado dos apartamentos que pingam muitoooo! Vc vai andando e uma hora ou outra cai um pingo em vc de algum ar condicionado.

-Ahhh se vc for no verão tem muita cereja, coma tantas quantas vc puder kkkkkk

É isso, demorei muito pra ir à Argentina, mas vivi dias lindos, fui muito bem recebida por todos, nem sempre se ouve coisas boas sobre os argentinos, mas eu não tenho o que reclamar, fui muito bem tratada, não dei azar com nenhum. Não achei que ia voltar apaixonada como voltei e já planejo outra visita haha. Vc conhece a Buenos Aires? Me diz seu lugar preferido!

veja também esses relacionados

Viaje pelo Mundo: Buenos Aires (parte 1 – Comidas)

14 mar, 2019

Jujuuubas, o que vcs acharam do post de Mendoza? (clique aqui pra conferir) A cada vez que eu penso não acredito no quanto a experiência foi rica. Bom, hoje eu vim falar de Buenos Aires, eu fiquei lá um mês e vim contar nessa primeira parte do post sobre comidas e lugares pra comeeeer

1.Alimentari

Tem algumas unidades em Buenos Aires, eu comi na Diagonal Norte. E o que vc indica de lá, Helen? As tortas salgadas, por favorrrr, façam essa gentileza com vcs. A torta é basicamente recheio, quase não tem massa, é muiiiito bem recheada, tem um absurdo de queijo ali. Uma delícia, de verdade que foi a melhor que eu já comi e a fatia é bem servida.

2. Costumbre

Ir à Argentina de cara te faz pensar em algumas experiências gastronômicas, dentre elas: Medialunas e Facturas. Basicamente todos os lugares que vc entrar pra comer vai servir essas belezinhas. Pra mim (não me matem se eu tiver errada), medialunas são croissant doces, as tradicionais não tem recheio, apesar de muitas serem recheadas com doce de leite😍 e facturas são outras massas do tipo. Eu resolvi citar a costumbre pq comi muito lá, mas a verdade é que esse é um tipo de comida que na Argentina não tem muito erro, pra todo lado tem boas opções.

3. La Calle (bar)

A Argentina tem uma coisa muito legal: Bares ocultos que só pesquisando pra saber. O La calle é assim, na frente tem um pizzaria e aí vc passa uma porta e tá lá o bar. Sobre o bar em si: vale muito a pena ir, o atendimento é muito bom, eu sentei no bar com o meu amigo e o bartender conversou com a gente, perguntou o que estavamos achando do lugar… Vai lá dar uma conferida!

4. El Camping/Maldoni/Aribau

Um dos lugares que eu passei a maioria das minhas noites hahaha São três bares que ficam um ao lado do outro, vc pode sair andando de um ao outro sem limitação de local por muros ou portas, sabe? Os três são abres abertos, com decoração de luzinhas, bem jovem, bem localizado também, eu amo! Sério.

@leao.helen (no camping)

O Camping é mais alternativo, mais descontraido e os outros dois tem uma galera mais “saí do trabalho de terno e vim pra cá”.

5. La Cream Lab

Caraaa, eu fui nesse lugar por indicação da Dani Noce em um dos vlogs dela (eu pesquisei pra ir né mores). Foi um dos pratos mais lindos que eu já vi e mais: diferente. Tomei um sorvete de lavanda com algo como um waffle, tava mais lindo que gostoso? Sim. O sorvete tava bom e interessante, mas eu esperava mais da massa do waffle, de toda forma, como fui muito bem atendida, o prato era lindo e o sorvete de lavanda foi muito único, resolvi indicar.

6.Mostaza

Cara, essa é uma rede de fast food incrível, de verdade! Eu não gosto de hamburguer, porém, um dia fui no mostaza e é muito gostoso, sério! Pq não tem no Brasil gente?

7. Heisenburguer

Eu falei que não gostava de hamburguer, né!? Mas eu comi em 3 lugares diferentes e o Heisenburguer foi absurdamente bom, o preço vale super a pena. É um hamburger artesanal enorme (comi o hangover😬), que vem com a batata… Cara, apenas vá! É um dos melhores que eu já comi.

8. El Conde Pizza Y Empanadas

Não dá pra ir pra Argentina e não comer empanada, é tipo, não ir, pq vai perder uma delícia de experiência gastronômica. Os argentinos podem querer me matar, mas pra tentar explicar a empanada: é algo como um pastel assado, mas é diferente.

Uma das coisas que eu vou sentir mais falta dentre tudo o que eu comi, pra mim, ao contrário das medialunas que em vários lugares vc encontra uma boa, as empanadas que vc vai encontrar são boas, mas nada igual as do el conde. Eu sou uma apaixonada por esse lugar, só de falar nele me dói saber que eu não vou comer lá mais com frequência. É um lugar pra comprar e levar, bem simples, mas MUITO bom! Já te extraño el conde ❤

9. Sorvetes

Cara, eu poderia facilmente fazer um post só com as sorveterias de Buenos Aires e sobre os sorvetes hahaha. Nesse momento tô escrevendo o post e comendo um sorvete, mas é o sorvete mais triste de toda a vida, pq os sorvetes na Argentina são muito saborosos e cremosos, pra comer algo parecido aqui vc tem que ir em uma sorveteria mais cara sabe?! Triste, eu sei.

9.1 Freddo

Algumas pessoas vão descordar de mim, mas a vida é isso né minha gente kkkk pluralidade. Pra mim foi a melhor, eu amei desesperadamente esse lugar (e o próximo), não tem nem o que falar mais kkkkkk

9.2 Daniel Helados

Deus, tinha um Daniel perto de onde eu fiquei e passar por lá e resistir a tentação era algo muito difícil pra uma pobre mortal. Foi a sorveteria que eu mais comi e com certeza minha segunda preferida, pós Freddo.

9.3 Rapa Nui

Pra uma galera vai ser a melhor sorveteria, pra mim, não foi. Claro, tem sorvetes e chocolates maravilhosos, a experiência não foi ruim de jeito nenhum, só que eu preferi as outras duas de cima 😬. É uma sorveteria linda, mais fina que as outras duas e vale super a pena conhecer.

Agora vamos pra algumas considerações alimentares kkkkk:

-A água de Buenos Aires é muito estranha, é meio salobra, então vá sabendo disso, inclusive a industrializada é esquisita.

-Se toma muiiiito chimarrão lá, é uma erva mate diferente, eu particularmente prefiro a brasileira, mas se toma muito e numa cuia menor do que a que vemos por aqui;

-Atendimento: não é o forte da argentina, nem atendimento, nem tecnologia, por isso alguns lugares eu valorizei muiiito pelo atendimento. Cliente bem atendido é metade do caminho né mores!?

-Vinhos: são extremamente baratos, tanto os vinhos quanto os espumantes, facilmente vc compra um Chandon por 30 reais. Sim, também choro em lembrar. E eu to falando de vinhos bons, viu?

-Doce de leite: incrivelmente qualquer, eu disse, qualquer, doce de leite que vc comprar no supermercado vai ser bom. Sério, vc pode entrar e comprar o mais barato de todos: ele vai ser bom e barato.

-Comidas que não dá pra ir e voltar sem provar: Choripan (é um pão com linguiça, só que a de lá é muito saborosa. Eu não indiquei nenhum lugar pq meu amigo fez todas as vezes que eu comi e eu já morro de saudade); Empanadas; Medialunas e Facturas; Chocotorta; Fogacetta (meu neném, é muito comum os recheios das coisas na argentina serem cebola e queijo e eu juro que é uma delícia! Esse é um sabor de pizza tradicional de lá que eu ainda não entendi pq o brasil não copiou).

-Ahhhh, sobre as carnes: são boas sim, não se paga tão caro quanto em restaurantes do mesmo nível aqui no Brasil, mas por exemplo, um lugar de carne lá que é super falado e que tá, a carne era boa mas não era uma delícia sabe, não voltaria de novo: La Cabrera. Diferente do La Lucia que eu comi em Mendoza, a saudade é real.

É meus amores, vcs acharam que eu ia ganhar 3kg num mês a toa? Nada disso kkkkk eu fiz tudo em nome desse post kkkkkkkk Me diz, já teve em Buenos Aires? Me indica lugares pra comer que são ótimos e que eu não citei aqui!

veja também esses relacionados

Ir ao topo
2019 © Jujuba Doce Todos os direitos reservados Desenvolvido com por